7 de fevereiro de 2013

Estação da Beirã (Marvão) vai
ser hostel e pólo universitário

A extinta estação de comboios da Beirã, no concelho de Marvão, vai ser transformada num hostel e num pólo universitário, revelou à Agência Lusa fonte da autarquia local.
“Os comboios acabaram e se nós nos pusermos à espera que haja novamente comboios morremos todos e, nesse sentido, falámos com a Rede Ferroviária Nacional (REFER) para reaproveitar o espaço”, disse o vereador do Município José Manuel Pires.
De acordo com o autarca, após o interesse de um empresário e de negociações com a REFER, ficou decidido que a área da antiga pensão e do bar da estação ferroviária fosse transformada num hostel.
“O espaço já está em obras e dentro de dois meses deverão estar concluídas”, disse.
José Manuel Pires explicou que, para outra parte da estação, foi estabelecido um protocolo com a Universidade de Évora (UE) para desenvolver um pólo dedicado à área da arqueologia, projecto que também recebeu “luz verde” da REFER.
“É um privilégio poder receber estudantes em Marvão. Este ano, logo que a obra esteja pronta, este projecto vai ser desenvolvido”, afirmou.
O autarca sublinhou ainda que o projecto desenvolvido em torno do hostel, com preços low cost, é de “extrema importância”, uma vez que se trata de uma “oferta turística que não existia” num concelho que aspira a tornar-se, um dia, Património da Humanidade.
“Esta é uma forma de fidelizar uma área do turismo mais jovem. É uma oferta que não existia na região”, sublinhou.
A estação ferroviária da aldeia de Beirã, que encerrou em 2012, está situada a poucos quilómetros de Valência de Alcântara, na província de Cáceres (Espanha), tendo albergado, durante vários anos, uma alfândega, despachantes, um posto da guarda fiscal e um outro da Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário