18 de fevereiro de 2013

Lazer
Angariados 100.000 euros para Nuno Carvalho
Foi um Campo Pequeno com bastante público que recebeu o Festival de apoio e homenagem ao forcado Nuno Caravalho, vitima de grave colhida em Agosto passado nesta praça.
Nas cortesias, Nuno Carvalho, pisou a passadeira verde exposta na arena com a mensagem “Força Nuno”, sendo recebido com forte ovação. Arrepiante. Emocionante.
Abriu praça Joaquim Bastinhas, cavaleiro que comemora este ano 30 anos de alternativa. Teve uma lide de grande categoria.

Bem nos compridos, puxou dos galões nos curtos, tendo terminado a lide com o habitual par de bandarilhas a pedido do público e saindo apeado da arena sob fortes aplausos. Pegou o toiro da ganadaria Vinhas, o forcado Pedro Coelho dos Reis à primeira tentativa.

Os dois toiros seguintes saíram em inferioridade física à arena. O primeiro para José Luis Cochicho e o segundo para Fermin Bohorquez.
Se no primeiro as regras foram cumpridas, pois o toiro não foi lidado e substituído por um sobrero, já na segunda situação falharam as regras, pois Fermin Bohorquez já tinha cravado um ferro e segundo o regulamento, o toiro é considerado lidado.

Mesmo sendo um festival, abrir excepções na primeira praça do país, pode não ser boa ideia para eventos futuros.
Voltando às lides, seguiu-se João Salgueiro, de forma a manter o ritmo do espectáculo tendo em conta que os toiros “sobreros” não estavam embolados, para lidar um colaborante toiro da ganadaria Passanha.

Uma lide de menos a mais, onde cravou ferros com batidas ao piton contrário, bregou com classe e rematou as sortes com exuberância.
Uma excelente lide do cavaleiro de Valada do Ribatejo. Pegou João Machacaz à primeira tentativa.

Seguiu-se José Luis Cochicho na lide do “sobrero” da ganadaria Vinhas. Um cavaleiro experiente, que apenas teve toiro até ao primeiro ferro. O toiro perdeu força e refugiou-se em tábuas, obrigando o cavaleiro a cravar a sesgo, numa demonstração de sabedoria por parte de Cochicho. Pegou à primeira tentativa António Grave de Jesus, numa pega de grande espectacularidade.
Fermin Bohorquez fechou a primeira parte, frente a um toiro, o segundo sobrero, da sua própria ganadaria.
Uma lide irregular, tendo, apenas, alguns momentos interessantes. Terminou com um par de bandarilhas cravado à terceira tentativa. “Imitou” Bastinhas e saiu apeado da arena, com alguns aplausos. Pegou à primeira tentativa Ricardo Patusco.

O Campo Pequeno, informou depois no sistema sonoro da praça, terem sido angariados mais de 100.000 euros para Nuno Carvalho.
Abriu a segunda parte o cavaleiro Rui Fernandes, que usou o seu toureio artistico para obter uma bela lide, com cravagens ajustadas frente a um toiro Vinhas que não ajudou. Pegou de forma brilhante ao primeiro intento Nuno Inácio.
João Telles Jr, teve uma lide de grande qualidade frente ao toiro da ganadaria de seu avô David Ribeiro Telles.
Bem na preparação dos ferros, melhor ainda no momento da cravagem. Foi uma lide de grande comunicação com o público obtendo sonoro triunfo. Pegou Tiago Ribeiro ao primeiro intento.

Fechou praça, Miguel Moura com uma lide de grande qualidade, onde foi possível ver a escola de seu pai, João Moura, mas onde se nota já marca pessoal. Bem na brega perante o toiro de Francisco Romão Tenório, com ferros de grande qualidade.
Pecou por ter consentido alguns toques na montada. Pegou à primeira tentativa João Braga.

Os forcados desta tarde foram constituídos por “Amigos de Nuno Carvalho”, sendo forcados de vários grupos.
Uma tarde onde a tauromaquia mostrou a sua força, mas onde acima de tudo o povo mostrou o seu lado solidário para com um jovem, que apesar da actual situação em que se encontra, serve de exemplo a muitos pela sua força e coragem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário