20 de fevereiro de 2013

San Sebastián

CartazEstação de SalamancaPlaza MayorCentro histórico de Valladolid
Centro universitárioBurgosCatedral de BurgosAtapuerca
Centro medieval de VitoriaSan SebastianCosta de San SebastiánFestival Internacional de Cinema de San Sebastian

Embarque num comboio mítico e reencene uma viagem memorável, cuja história começou no início do século XX, quando a linha foi inaugurada, ligando Lisboa e Paris.

Hendaye
Pelo Sud Expresso a Hendaye

Uma viagem num dos mais míticos comboios europeus, com pergaminhos que não ficam a dever aos do Expresso do Oriente e que tem uma história mais que centenária.Começou em 1887 e não tardou a ganhar prestígio como um dos mais conhecidos serviços ferroviários europeus. A seguir à I Guerra Mundial teve o seu término no Estoril, então afamada estância balnear europeia. Levou e trouxe emigrantes portugueses e hoje assegura a ligação ao TGV a partir da fronteira francesa.
Faça a viagem Lisboa-Hendaye no Sud Expresso e aproveite para conhecer algumas das mais bonitas, monumentais e animadas cidades espanholas como Salamanca, Burgos ou San Sebastián. Uma viagem ferroviária com história e cheia de belas paisagens. E também a oportunidade para fazer turismo, conhecendo o país vizinho a bordo do mais cómodo e ecológico dos meios de transporte, o comboio, com serviços diários a partir de Lisboa (com ligação desde o Porto).
Este conteúdo respeita as normas do novo Acordo Ortográfico.
Burgos
Salamanca
Burgos
San Sebastián
San Sebastián
Sud Expresso
Nos anos 20 o Sud Expresso trazia viajantes ilustres para as praias, esplanadas, hotéis e casinos do Estoril. Nos anos 60 levava e trazia emigrantes portugueses que tentavam a sorte na Europa, ligando a estação lisboeta de Santa Apolónia à gare parisiense de Austerlitz. Trouxe refugiados políticos e com eles a democracia em 1974. Hoje já não usa as inconfundíveis carruagens azuis com restaurantes e compartimentos-cama mas, em contrapartida, assegura a ligação aos comboios franceses de alta velocidade (TGV) a partir de Hendaye, até Bordéus e Paris.
Esta viagem que se realiza diariamente com partida de Santa Apolónia e ligação a outras cidades como o Porto através da Linha do Norte é a oportunidade para conhecer algumas das mais bonitas cidades espanholas.
O primeiro ponto de interesse após cruzar a fronteira de Vilar Formoso é Salamanca. Aqui foi fundada uma das mais antigas universidades europeias, cuja presença ainda hoje marca o quotidiano da cidade. Mas, para o apreciar, nada como nos sentarmos numa das esplanadas da monumental Plaza Mayor. A zona central é Património Mundial da UNESCO e nela destacam-se as duas catedrais, a Velha (séc. XII), de traça românica, e paredes meias com esta, a Nova, começada a construir em 1513. Junto à Plaza de Monterrey encontra a zona de bares e animação noturna mas a própria Plaza Mayor ganha uma vida especial a partir das 19 horas, quando os locais começam a chegar para as «tapas» e «copas».
O segundo grande ponto de interesse desta viagem ferroviária é a monumental cidade de Burgos, etapa do Caminho de Santiago, fortificação estratégica e capital do reino de Castela. Três razões que por si só justificariam a visita. Vista de longe tem uma silhueta inconfundível, desenhada pelas torres da catedral e doutras grandes igrejas. A magnífica catedral é, de resto, Património Mundial da UNESCO. Outro sítio a não perder e que é um dos símbolos de Burgos é o Arco de Santa Maria, elaborada porta aberta na antiga muralha e que é um arco de triunfo em honra do imperador Carlos V. Escusado será dizer que todos os caminhos do visitante conduzem à Plaza Mayor, ligada ao Ayuntamiento (paços do concelho) por uma pitoresca arcada. Noutra praça emblemática, a Del Mio Cid, uma estátua equestre homenageia o herói das batalhas contra os mouros do séc. XI, Rodrigo Dias Bivar, dito El Cid, cujo nome perdurou, marcando cidades e castelos dos dois lados da fronteira, como Castelo Rodrigo e Ciudad Rodrigo.
Já a caminho de França e em pleno País Basco, orgulhoso das suas ancestrais tradições, fica a cidade costeira de San Sebatián (Donostia, em basco), último local-chave desta viagem. Famosa em toda a Europa pelo seu festival de cinema, realizado anualmente em Setembro, é a capital cultural do País Basco. Animada e aberta ao mar, tem pitoresco porto e passeios ribeirinhos como Ondarreta e La Concha. Foi praia da corte espanhola em finais do séc. XIX e conserva, ainda hoje, alguma feição aristocrática e monumental expressa, por exemplo, na Ponte Maria Cristina e no Gran Casino, actualmente ocupado pelos paços do concelho. Um funicular leva ao vizinho monte Igeldo, parcialmente ocupado por um parque de diversões.
Outros pontos de interesse
Se as três referidas cidades são os pontos altos da viagem do Sud Expresso vale, ainda, a pena chamar a atenção para outras possibilidades de visita. É o caso da bonita cidade amuralhada de Ciudad Rodrigo, logo a seguir à fronteira portuguesa. Ou de Valladolid, cidade preferida dos Reis Católicos e onde os gulosos se poderão regalar com o Museu do Doce. Já do lado basco francês, Saint Jean de Luz ou Biarritz são cidades ribeirinhas a não perder.
Como chegar
Pelo serviço internacional com partida de Lisboa, pela Linha do Norte e Linha da Beira Alta, entrando em Espanha por Vilar Formoso. Há ligações diárias de e para o Porto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário